Planejamento de Marketing Digital para 2018

Planejamento de Marketing Digital para 2018

Fizemos uma Retrospectiva de 2017 e analisamos o que deu certo e o que não deu certo para os nossos clientes. Elegemos os 5 principais pontos que são essenciais para que você tenha seu negócio funcionando a todo vapor em 2018 e os 3 pontos que você precisa começar agora a incluir no seu planejamento de marketing digital em 2018.


A primeira coisa que você precisa entender é que se você não estiver usando as estratégias abaixo não quer dizer que você está errado no seu planejamento de marketing. Mas abaixo estão os 5 principais pontos que toda empresa deve ter em 2018 para vender ainda mais.

O Planejamento de marketing digital para 2018 deve incluir:

  1. Criação de um Website Otimizado

    Quando digo um site otimizado. É otimizado mesmoooo! TUDO. Isso inclui: SEO, velocidade, performance de interação com usuário, chat, formulários com automação de venda, copy, direcionamento de persona, etc. São muitos fatores aqui e é isso que normalmente vence a guerra. O Conjunto de tudo é o diferencial para o Google e para as pessoas.

  2. Integração de Metas e Análise

    Jamais faça anúncios se não sabe medir de onde a venda ocorre no seu site. É muito bacana ter um relatório com visualizações e clicks, mas o que nos importa é quanto vendeu e por onde a pessoa comprou. Utilize: UTMs ou SRC para monitoramento, encurtadores de URL, vincule tags do Google Analtyics, não esqueça das metas no Google Analtycs.

  3. Automação de vendas online

    Utilize no Facebook textos pré-montados para responder suas perguntas. Faça um robô script. Existem diversas ferramentas que fazem isso para você também pelo Instagram.

    No seu site a chave para quem vende serviços ou produtos é a automação de venda na página de destino. Com isso você consegue enviar informações para o seu cliente por partes, de acordo com o interesse de busca dele sobre o assunto. Você pode passar o preço logo em seguida automaticamente por uma automação de e-mail.

  4. Separe uma parte do seu orçamento para o Google Adwords

    Desde 2015 nunca retiramos o Adwords da cena. Ele está presente movimentando acesso de qualidade e normalmente é o que oferece maior probabilidade de venda. Pois em outras ferramentas nós vamos pela persona ou interesse de compra (Facebook Ads). No Google você vai no ponto que a pessoa está buscando informações sobre o produto. Não é você que vai até a pessoa, e sim ela que vem até você. No Adwords o que mais dá resultado pra gente é:
    i. Campanhas de Remarketing em Vídeo.
    ii. Campanhas de Remarketing em Display.
    iii. Campanhas de Pesquisa.
    iv. Campanhas de Google Shopping.
    v. Campanhas de Dispay com segmentação de interesse.
    vi. Campanhas de Video no Youtube.

  5. Redes Sociais e Facebook Ads

    Em 2017 vi muita gente faturando muito no Facebook e no Instagram. A principal estratégia foi impulsionar depoimentos de clientes ou citações de clientes indicando a marca. Isso ainda dá certo e reforça a autoridade de quem vende o serviço ou produto.

    Além dessa jogada houve uma separação de conteúdo. Agora separamos conteúdo nativo para o Facebook, que serve para engajar pessoas dentro do Facebook sem que elas saiam para continuar a consumir a informação e conteúdo externos. É um conteúdo externo que serve para direcionar para o site ou página de vendas. A busca pela autoridade em 2018 está aumentando cada vez mais. Isso se percebe pela quantidade de novos coachings e players surgindo no mercado.

Eu gostaria de escrever mais falando sobre todos esses tópicos acima, mas caso você tenha alguma dúvida ou queira sugerir algo comente na página que eu mesmo te respondo. O importante é você incluir no seu planejamento de marketing digital em 2018 todas as ferramentas acima e algumas que irei sugerir a seguir.

Vou citar antes os outros 5 pontos que considero os mais importantes para você se desenvolver em 2018. Não irei falar muito sobre eles como falei nos pontos acima, mas vou criar novos artigos e adicionar o link conforme for postando nos títulos abaixo.
Em ordem:

  1. Criação de canal no Youtube ou engajamento com vídeos! = O

    Sim! Eu nunca pensei em colocar vídeo como principal ponto para 2018, mas até o inbound marketing ainda perde para o vídeo. Pois com o vídeo você entrega a mensagem direta para o seu cliente. É um outro nível de engajamento. Você pode adicionar em páginas de blog e posteriormente criar vídeos para vender seus produtos. Isso é importante porque o custo da VIEW no Youtube ainda é MUITOOOO baixo chegando à R$0,06. Então vale a pena você investir R$700 para fazer um vídeo e usar R$300,00 para atrair acessos com anúncios no Youtube, em vez de gastar os “milão” na campanha de pesquisa.

  2. Inbound Marketing no planejamento de marketing de 2018

    Inbound Marketing é uma ótima para se investir e você não precisa contratar muitas ferramentas de automação. Você pode fazer isso pelo próprio MailChimp e atualizar listas e grupos enviando a mensagem ou direcionando para a página de destino que deseja. Se você deseja gerir de uma forma profissional, existem ferramentas onde você consegue atualizar o status do lead e de acordo com esse status enviar mensagens automáticas.

    *O ponto importante aqui é que para vender serviços a gente precisa de automação de vendas necessariamente e não de uma ferramenta completa de leads. Então não vá comprando ferramentas antes de ver se é necessário. Comece aos poucos com inbound. Dê preferência para automação de venda.

  3.  Anunciar no Instagram pelo Facebook ADS

    Anunciar no Instagram pode ser uma solução para quem trabalha com produtos de consumo. O custo é baixo, pode-se criar gifs, imagens e mini vídeos. Direcionar o acesso para engajamento ou clicks. Com tags de conversão podemos medir qual grupo de anuncio ou nicho se interessa mais pelo seu produto.

Espero que essas dicas te ajudem a refletir sobre o planejamento da sua empresa. Temos uma matéria que explica como dividir o orçamento entre as estratégias. Ela foi publicada em 2016 e o título é “Planejamento de marketing digital em 2016”. Segue o link para vocês. Qualquer dúvida, sugestão, ou participação na matéria, envie um comentário.

Deixe seu comentário
Related Posts
Agencia de Marketing Digital Criação e Gerenciamento de Sites
O que é o SAC 2.0? ( 29 abr,2013 )